Pilates

Clássico

O método originalmente denominado “Contrologia” por seu criador, mas hoje conhecido por seu sobrenome “Pilates” é a completa coordenação do corpo, mente e espírito. Por meio dela, você adquire primeiro o controle total de seu próprio corpo e depois, com repetições apropriadas dos exercícios, adquire gradual e progressivamente um ritmo natural e com ela a coordenação associada a atividade do subconsciente. Distingue-se por trabalhar de forma intensa a musculatura abdominal – a “casa de força” ou “Power House”, enquanto procura fortalecer e alongar as outras partes do corpo por meio de baixo impacto e com poucas repetições, executados de maneira fluída.

Pilates acreditava que o objetivo de uma pessoa saudável era ter a mente forte e com ela obter o controle total do próprio corpo. Criou mais de quinhentos exercícios, caracterizados por alongar e fortalecer simultaneamente a musculatura, que podem ser feitos no solo, sobre um colchonete (Mat Exercises), utilizando a resistência do próprio corpo, ou realizados em aparelhos de sua invenção, dotados de molas e polias para promover a resistência.

Exercícios convencionais baseiam-se em músculos isolados, trabalhando cada área individualmente, em vez de tratar o corpo como o todo integrado que ele é. A condição física que muitos se encontram atualmente resulta de um desequilíbrio causado pela prática de exercícios complicados e ineficientes, que isolam certas partes do corpo, ignorando outras. Se o objetivo de se exercitar é equilibrar o corpo, aumentar a circulação sanguínea, diminuir o estresse e se sentir bem, então jamais se pode deixar de lado o único método que provou sua habilidade em conseguir essas coisas.